• Home
  • DESTAQUES
  • Amor de Dom Perlimplim com Belisa em seu Jardim - Frederico Garcia Lorca

Amor de Dom Perlimplim com Belisa em seu Jardim - Frederico Garcia Lorca

Marcolfa, a criada, pretende livrar-se do seu amo D. Perlimplim, e já Mãe de Belisa se quer ver livre da filha, assim nasce um casamento de interesse. Belisa é nova, ardente e maliciosa, enquanto Perlimplim se contentará com os livros: apesar da idade, é inexperiente com as mulheres. O que tinha de acontecer acontece...
A peça de Lorca, que no início se assemelha a uma comédia ao gosto popular, transforma-se progressivamente numa tragédia, quer no conteúdo, quer na forma. Aliás, o próprio autor teve dificuldades em classifica-la, É “''una obra de teatro grotesco, aleluya erótica, tragedia grotesca, obra tremenda, versión ligera, una cosita ligera en un acto. Es teatro de monigotes humanos que empieza en burla y acaba en trágico''.
É a dificuldade de compreensão de dois mundos, o feminino e o masculino, que de maneira sintética e lúcida é posta em relevo na obra, num tom e estilo onde a poesia e a música são parte integrante da trama teatral. O talento de Garcia Lorca está patente na maneira como trata um tema simples e popular, através de uma forma poética que requer do espectador não apenas a passividade distanciada da ação, mas exige dele muita sensibilidade e disponibilidade, já que o tema é mais sugerido do que representado, uma das mais belas histórias da literatura dramática espanhola, numa tradução de Eugénio de Andrade, Poeta do sal na língua portuguesa.
 
Sex. 22 de junho – 21h:30
AUDITÓRIO
PREÇO: 5,00€

Filandorra – Teatro do Nordeste